12 de jun de 2011

Para quem quer namorar

“Conjuro-vos ó filhas de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo, que não acordeis, nem desperteis o amor, até que este o queira” (Ct 2.7). O amor tem um tempo ideal para ser acordado e despertado. O amor no namoro deve ser responsável. Para isso deve-se esperar o tempo para que essa responsabilidade seja assumida. Quem “fica” no namoro, não quer “ficar” de verdade pra namorar.

Um dos problemas que o rei Davi enfrentou em sua família foi quando seu filho mais velho Amnom se apaixonou por sua meia-irmã Tamar. Esse acontecimento está em 2 Samuel 13. Vamos tirar algumas lições dessa história:

1. A paixão não é a base do namoro (1). A história começa dizendo que Amnom se enamorou por Tamar. Claro que é normal se apaixonar e experimentar esse sentimento de forma intensa, principalmente no início do relacionamento. Mas, devem existir razões mais consistentes para se namorar do que o sentimento de paixão. Gosto de dizer que o namoro deve começar com amizade e não com paixão. A aprovação dos pais e a direção de Deus devem ser consideradas. A paixão pode facilmente enganar alguém com um jugo desigual no namoro (2Co 6.14-18).

2. A beleza não é fundamental (1). Tamar era muito bonita e isso seduziu o coração de seu irmão. Quando amamos comprometidamente alguém, jamais deixamos de ver beleza na pessoa amada, mas não se pode negar que a beleza física tende a diminuir com o tempo. Se o namoro se segurar apenas na beleza física ele não terá vida longa. A beleza interior tem maior valor que a beleza física (Pv 31.30; 1Pe 3.3-7).

3. O namoro deve ser uma conquista de verdade (2). Amnom angustiou-se ao ponto de adoecer, pois parecia impossível conseguir alguma coisa com sua irmã virgem. Mas, hoje em dia é fácil conseguir uma mulher. Daí a expressão vulgar, “ficar”, onde um casal pode se beijar, se apalpar, se acariciar, sem nenhum compromisso. Faz parte da natureza do homem conquistar. Ele deve conquistar a mulher. Quando ela se oferece e se torna fácil, ele pode até gostar disso num primeiro momento, mas logo demonstra não ter tanta segurança com uma mulher fácil de ser conquistada. A mulher deve valorizar-se e preservar-se. Apenas um homem que lhe ama e lhe merece deve ser seu namorado e futuro esposo, visto que o namoro é um preparo para isso.

4. A virgindade deve ser preservada no namoro (2). Tamar era virgem. Já foi dito que a virgindade é a única coisa que você só dá uma vez para uma única pessoa. Os namorados devem se conservar virgens para o casamento. O homem de Cântico dos cânticos disse para a sua amada: “Jardim fechado és tu, minha irmã, noiva minha, manancial recluso, fonte selada” (Ct 4.12). Os namorados são irmãos na fé, devem ser puros como noivos e a virgindade de ambos deve ser como um jardim fechado e uma fonte selada para o casamento. A Bíblia manda fugir da imoralidade sexual, e que cada um deve controlar o próprio corpo de maneira santa e honrosa, sem paixão de desejos desenfreados, os desejos malignos da juventude (1Co 6.18; 1Ts 4.3-8; 2Tm 2.22).

5. A ajuda dos amigos nem sempre ajuda (3-5). Amnom tinha um amigo muito sagaz. Ele procurou ajudar Amnom pensando apenas nos interesses do amigo. Esse tipo de ajuda por parte de amigos que desejam fazer o papel de cupidos do amor alheio é muito comum. E como “o amor é cego”, geralmente os conselhos são aceitos sem levar em conta as implicações do que acontecerá. Cuidado ao pedir conselhos nessas horas para quem você já sabe que vai lhe apoiar em qualquer situação. Procurar ouvir pessoas mais experientes e imparciais é o ideal, pois elas vêem mais longe (1Rs 12.1-16).

6. Jamais finja para namorar (5-6). Amnom fingiu estar doente para conseguir seus intentos com a irmã, seguindo o conselho do amigo. A idéia era trazê-la para dentro de casa para que ela cozinhasse para ele. Quando surgisse uma oportunidade ele se aproveitaria da situação e agarraria a moça. Isso parece com alguns namoros que começam cheios de sorrisos, boas maneiras, elogios, etiquetas, mas que não expressam a verdade. Essa fase pode até durar certo tempo, pode até chegar ao noivado e casamento, mas terá um final triste. Namoro fingido não tem futuro.

7. Os pais devem acompanhar o namoro dos filhos (7-9). Davi simplesmente atendeu ao pedido de seu filho e mandou que sua filha Tamar fosse para a casa do irmão e lhe servisse. Mesmo que a princípio isso pareça normal, é exatamente o que acontece em muitos namoros, excesso de confiança. Por falta de um acompanhamento mais de perto aconteceu o pior com Tamar. Os pais devem conversar muito com os filhos, orientando, ouvindo o que pensam e o que estão experimentando nessa fase da vida.

8. Evite lugares isolados (9-11). Tudo estava saindo como Amnom queria. Sua irmã já estava em sua casa e ele não via a hora de agarrá-la. Ele fez de tudo para ficar apenas com Tamar. Mandou que todos saíssem de casa e quando isso aconteceu, ele partiu para cima da moça, chamando-a para deitar-se com ele. Os namorados devem ter muito cuidado com lugares isolados, pois eles favorecem expressar os desejos. Devem evitar esses lugares quando estão juntos e não devem como Amnom, criar um ambiente propício ao isolamento. Ignorar isso é dar lugar para a tentação.

9. Aprenda a viver satisfeito com desejos não satisfeitos (11-12). Amnom parecia estar queimando de desejos por Tamar. Ele a agarrou levando-a para a cama. A Bíblia não nega os desejos sexuais e não os condena em si. O problema é que não podemos satisfazer nossos desejos sexuais a qualquer custo. O lugar próprio para isso é o casamento. Deus criou o sexo, mas devemos dominar os desejos sexuais (Cl 3.5). Não se condene por sentir desejos, mas tome os cuidados necessários para administrá-los. O desafio é viver satisfeito como solteiro, mesmo não tendo os desejos satisfeitos. Não estimule o que você não deve fazer ainda (1Ts 4.3-6).

10. Evite todo tipo de violência no relacionamento (14). Amnom forçou sua irmã que rejeitou sua proposta indecente. Literalmente ele a estuprou. Amnom errou desde o início em tudo, mas aqui podemos apontar duas falhas cometidas em muitos relacionamentos e que podemos e devemos evitar: primeiro ele errou na comunicação, pois não ouviu o que Tamar falou. Poucos casais se comunicam com qualidade. O segundo erro dele foi usar de violência física. Isso foi brutal. Ninguém deve usar a força para ferir ao próximo, principalmente a quem se diz amar.

11. Um namoro sensual terá um final nojento (15). Logo após satisfazer seus desejos, Amnom sentiu grande aversão por Tamar. Ela ficou antipática para ele. Um namoro que tem os prazeres sensuais como o ponto mais alto, não tem consistência, e suas raízes estão em terreno raso. O sexo é importante, mas deve ser desfrutado no casamento, e mesmo assim é bom lembrar que ele é um evento que precisa ser cercado por boa comunicação, afeto, e respeito. No namoro a prioridade no relacionamento deve ser espiritual e não física. Tenha muito cuidado para não entregar seus lábios e suas partes íntimas para ninguém, a não ser seu cônjuge.

12. Mantenha os padrões sempre altos (12-13). Ao sentir-se atacada pelo irmão, Tamar expressou padrões que devem ser defendidos e mantidos por todos. Ela o tratou como irmão e disse-lhe que aquele tratamento dele era uma violência. O povo de Deus não adota esse tipo de conduta. Agir daquele modo era uma loucura. Ela pensou na sua honra e no testemunho do irmão. Chegou a mencionar o casamento como o ambiente adequado para o sexo. Os namorados devem adotar padrões de conduta para o tempo de namoro. Se medidas não forem previamente estipuladas, ficará mais difícil decidir o que fazer em determinadas situações.

Conclusão. Amnom abusou sexualmente de sua irmã e mandou colocá-la fora de casa e fechar a porta. O final foi triste. O namoro que acaba não é bom. E se acabar, que reste a amizade. Continuo defendendo que o namoro é a preparação para o casamento. Que ele seja considerado com mais importância.

Antonio Francisco - Cuiabá, 12 de junho de 2011 - Voltar para Mensagens.

0 comentários: